Ganhar a vida ou construir uma vida?

09/11/2015

Categoria: Desenvolvimento

A busca pelo autoconhecimento hora ou outra bate a nossa porta. Abrir esta porta ou não é uma questão de escolha.

Aliás, tudo nesta vida é uma questão de escolha, consciente ou inconsciente, inclusive a carreira que você decidiu seguir.

Exercemos diversos papéis que nos representam e o profissional é apenas um deles para atuarmos no grande palco da vida.

Quem é você neste papel? E mais: você é plateia ou protagonista?

Para responder a estas perguntas é preciso olhar para dentro, conhecer a si mesmo e saber se realmente sua vida segue o seu verdadeiro propósito.

Para a maioria das pessoas essa coisa de “propósito” é utopia e percebo isso conversando com as pessoas que não conseguem, em sua maioria, ligar prazer a trabalho. Normalmente rezam para que o feriado ou o final de semana chegue logo.

baarl&zgven

Aí pergunto: você ganha a vida ou você constrói uma vida?

Ganhar a vida é simplesmente buscar sucesso e recursos materiais que satisfaçam alguns critérios importantes que dão suporte à sobrevivência da matéria, mas não preenchem aquele vazio que não sabemos exatamente o que é.

Será que se a resposta viesse pronta a nossa vida seria tão surpreendente? Eu acho que não…

Quando construímos uma vida, passamos a nos representar de verdade. Corpo, mente e alma entram em sinergia e ganhar a vida  passa a ser apenas uma consequência agradável da experiência do SER. Isto se chama REALIZAÇÃO.

É nesta hora que percebemos que a felicidade não é o ponto final, mas o caminho percorrido para chegarmos até lá.

Nossa construção requer autoconhecimento como valor e coragem para transformarmos nossas vidas em vidas grandiosas e significativas.

E você? O que faz para construir a sua vida?